MDB de Roseana Sarney busca apoio no TSE para tentar anular reeleição de Flávio Dino

O MDB do Maranhão enviou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no início desta semana, novos recursos do partido nas ações que questionam a derrota de Roseana Sarney para Flávio Dino nas eleições estaduais de 2018, quando o governador do Maranhão foi reeleito no primeiro turno com cerca de 60% dos votos válidos.

O MDB alega que perdeu a eleição em razão de suposto abuso da máquina pública na contratação de capelães pelos órgãos de segurança do Estado e na execução do Programa Mais Asfalto nos municípios; e busca reverter a derrota em ações nos tribunais que já foram rejeitadas, de forma unânime, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), seguindo parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), que considerou não haver prova de qualquer ilícito nos processos.

A estratégia do grupo de Roseana Sarney, agora, é tentar obter o apoio do presidente Jair Bolsonaro junto ao TSE, incorporando à sua equipe jurídica o advogado Admar Gonzaga, ex-ministro da Corte e responsável pela frustrada tentativa de criação do partido Aliança Pelo Brasil, intencionada por Bolsonaro.

Segundo o advogado Carlos Sérgio de Carvalho Barros, que lidera a defesa do governador Flávio Dino nas ações, é normal que haja recursos nesse tipo de ação, mas não há chance de que manobras políticas mudem o resultado dos processos. “Não condiz com a história do TSE e com o perfil de seus dignos membros”, afirmou Carlos Sérgio, ressaltando que todas as provas produzidas nos processos foram favoráveis à defesa do governador. “As alegações do MDB se sustentam em opiniões e especulações de blogueiros vinculados a veículos de mídia do próprio grupo Sarney”, ressaltou.

Segundo Carlos Sérgio, “não adianta fazer barulho na mídia quando não há provas no processo. Blogueiro não julga processo, presidente não manda em tribunal, e na democracia quem decide eleição é o povo”.

No TSE, os recursos foram distribuídos ao ministro Carlos Horbach, e devem ser enviados para parecer da Procuradoria Geral Eleitoral antes de ser levados a julgamento.

Horbach está no TSE desde 2017, quando foi nomeado pelo então presidente Michel Temer como ministro substituto, tendo sido reconduzido ao cargo em 2019, e nomeado como titular pelo presidente Bolsonaro em maio deste ano. (O Informante, JP).

Justiça determina regularização do Portal da Transparência de Tuntum

Sentença publicada hoje pela Comarca de Tuntum confirmou em decisão liminar e condenou o Município Tuntum na obrigação de proceder com a correta implementação do Portal da Transparência e a cumprir os requisitos constantes em relatório definido por uma auditória pedida pelo Ministério Público, em que ficou comprovado uma série de irregularidades, contrariando a Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação), culminado posteriormente em uma Ação Cível Pública (Obrigação de Fazer) promovida pelo Ministério Público, antes provocada pelas advogadas Luanny Alves Costa e Lucianny Alves Costa, que levaram ao conhecimento do Parquet as irregularidades existentes no Portal da Transparência do município, o que vem impossibilitando a sociedade tuntunense de ter acesso as devidas informações.

Diante das irregularidades comprovadas pelas denúncias formalizadas pela Promotoria de Justiça de Tuntum, através do promotor Wlademir Soares de Oliveira, o juiz da Comarca, Raniel Barbosa Nunes deferiu o pedido de tutela provisória de urgência (liminar), determinando que o município de Tuntum, representado pelo prefeito Fernando Teles Pessoa, faça cumprir de forma integral, ou seja, readequando as informações e dados no Portal da Transparência de modo a atender os parâmetros anteriormente elencados na peça, principalmente os demonstrados na auditoria realizada. A decisão faz o município cumprir o seguinte: a) atualizando diariamente as
informações inseridas; b) divulgando a natureza, previsão e arrecadação da receita; c) divulgando, em local de fácil
acesso e com antecedência, os avisos de licitações, bem como os respectivos editais de licitações e contratos; d)
disponibilizando as prestações de contas dos anos antecedentes, com o respectivo parecer prévio; e e) disponibilizando a execução da despesa pormenorizada, devendo a ordem ser cumprida no prazo de 30.


Prefeito de Tuntum Fernando Pessoa: resiste em não querer abrir, de forma integral, o Portal da Transparência

Antes da formalização da Ação Cível Pública promovida pela Promotoria de Justiça, a Procuradoria do Município foi informada da necessidade do envio de informações acerca da real situação do Portal da Transparência, sendo duas solicitações enviadas ao órgão de representação do município, mas nenhuma atendida. No relatório de auditoria encomendado pelo órgão ministerial, encontrou-se 41 irregularidades, sendo somente 17 regulares e seis itens contemplados parcialmente, ficando evidenciado a omissão no acesso às informações, que deveriam, em conformidade com a lei, serem levadas ao conhecimento de toda sociedade de forma inequívoca.

A decisão liminar foi amparada por diversas leis que contrariam o acesso claro e iminente a informação, a começar pelo Art. 5º, inciso XXXIII da Constituição Federal, que diz: – todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da
sociedade e do Estado”.

Caso o município venha se negar a cumprir a decisão da justiça, ficará o mesmo passivo ao pagamento de multa diária de R$ 500,00, a partir da intimação pessoal do prefeito Fernando Pessoa, ficando a mesma multa limitada a R$ 50.000,00.

Em Dom Pedro, Daniella Tema reforça parceria com a vereadora Dra. Camila Hortegal

A deputada estadual Daniella Tema (DEM) se reuniu, em Dom Pedro, com a vereadora Dra. Camila Hortegal para formalizar uma parceria que objetiva render muitas conquistas para o município.

A reunião aconteceu na residência da vereadora e teve a participação do empresário e esposo de Camila, Dr. Carlos Eduardo Sereno, e do Dr. Sanção. Durante o encontro, Daniella falou da importância da união de forças para desenvolver mais projetos que contemplem a população local.

“A gente não faz nada sozinho. A união com lideranças locais, como Dra. Camila, determinadas a contribuir com nosso trabalho em benefício do Maranhão, é sempre importante. Dessa forma, podemos pensar e agir juntas para viabilizar maiores conquistas ao povo de Dom Pedro, pelo qual tenho imenso carinho”, disse

Aluísio parabeniza ministro e presidente por recursos para segurança do MA

Após a entrega de viaturas adquiridas com recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública, o deputado federal Aluísio Mendes (PSC) agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro de Justiça e Segurança, Anderson Torres, pelo suporte. “Eles (Bolsonaro e Anderson) estão garantindo aos governadores recursos nunca antes disponibilizados. Tudo o que é feito na área de segurança pública nesses dois anos começou com o esforço deles”, disse Mendes.

Nos últimos dois anos e meio o Governo Federal enviou o maior volume de recursos da história para o combate ao crime e manutenção da segurança pública no estado. Foram mais de R$ 60 milhões enviados por meio do Fundo Nacional de Segurança Pública.

Os recursos foram utilizados pelo governador Flávio Dino na entrega de 120 viaturas que devem auxiliar policiais de todo o estado no cumprimento do dever de proteger a população. “Ficamos felizes em saber que o governador fez a aquisição dessas unidades. Contudo, dado ao volume de recursos, muito mais pode ser feito”, falou o deputado.

Como se tratam de recursos federais, Aluísio deve solicitar ao Governo do Estado que exemplifique onde os recursos foram e estão sendo gastos nos últimos dois anos.

“O governo deve cumprir com a obrigação dele que é usar bem os recursos enviados pelo presidente e prestar conta de onde são alocados esses valores”, concluiu.

Aluísio Mendes tem tido posição de destaque na defesa da segurança pública no Congresso Nacional. Ex-agente federal, o deputado tem participação ativa e decisiva em todas as discussões envolvendo o setor desde seu primeiro mandato como parlamentar iniciado em janeiro de 2015.

Presidente do PT confirma que Dirceu veio ao MA de férias e reafirma apoio a Brandão

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Augusto Lobato, endossou ontem, 20, em entrevista ao programa Xeque Mate, da Mais FM, declaração presidente Gleisi Hoffman (reveja), e confirmou que o ex-deputado federal José Dirceu (PT) veio ao Maranhão passar férias, não tratar de articulações políticas do partido.

Em solo maranhense, a passagem de Dirceu assanhou setores ligados ao senador Weverton Rocha (PDT) que apontaram para a possibilidade de ele desembarcar em solo maranhense para fechar questão pelo partido em torno do projeto pedetista para 2022.

“O José Dirceu foi um grande presidente do partido, um companheiro histórico do partido e sempre respeitou o estatuto do partido. O companheiro Zé não veio para cá para cumprir nenhuma agenda partidária. Ele veio para cá, já tinha avisado, veio para cá para passar férias com a família“, disse Lobato ao Xeque Mate.

Durante a entrevista, Lobato voltou a se posicionar em favor da pré-candidatura do atual vice-governador do estado, Carlos Brandão (PSDB).

“Aliança no Maranhão não tem que ser uma aliança eleitoral, mas uma aliança para derrotar o que tem de pior. Sinto de nossa parte [PT], eleger o Lula. No Maranhão é continuar o projeto ao lado do governador Flávio Dino. Na política você tem que ter lealdade e ter lado. Por isso, acho que o Brandão merece ser o candidato. Eu pessoalmente, vou trabalhar internamente pela candidatura do Brandão“, disse.

É claro que, durante sua passagem pelo Maranhão, nada impede que Zé Dirceu debate cenários políticos com quem quer que seja. Mas, pelo visto, ele não tem nenhuma autorização para falar em nome do PT.

Como Eric Costa transformou gestão de Barra do Corda em mar de corrupção; confira auditoria

O Blog do Luís Cardoso teve acesso a uma Auditoria Interna instaurada pela Controladoria do Município que encontrou diversos atos ilegais da ex- gestão que sugerem desde direcionamento em licitações, desvio de recursos destinados ao covid-19, enriquecimento ilícito, montagens e fraude a licitações, superfaturamento e fracionamento de processos licitatórios.

Apurou ainda que tais irregularidades e ilegalidades são passíveis de configurar a prática de atos dolosos de improbidade administrativas, crimes de licitação, configuradores de erros administrativos de natureza grosseira no manejo dos recursos públicos para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, dando causa a concretos danos ao erário decorrente da ação ou omissão da ex gestor WELLRYK OLIVEIRA COSTA DA SILVA.

Crimes estes capitulados nos artigos: artigo 90 da lei 8.88/93(fraude a licitação), superfaturamento (artigo 96, I da lei 8.66/93), crime de prevaricação (Art. 319, Código Penal); associação criminosa (artigo 288, Código Penal).Eric Costa, ex-prefeito

Entenda:

O direcionamento de licitações públicas é um dos meios mais comuns para se devolver “favores” acertados durante a campanha eleitoral, bem como para canalizar recursos públicos para os bolsos dos fraudadores.

Dito isso, importa relatar acerca da descoberta de um esquema criminoso envolvendo o ex-Prefeito de Barra do Corda, Eric Costa.

O esquema em questão, envolvendo o ex-Prefeito que, em tese, participava com a parte financeira, contando ainda com a participação de vereador, que oferecia o imóvel e um laranja, que tinha seu nome usado para acobertar o consórcio criminoso.

O desvio foi de mais de 3 milhões de reais para suposta aquisição de material para iluminação pública. A quantia que seria paga para uma empresa fantasma (pois não possui capacidade técnica nem financeira para a execução os serviços contratados), que possuía apenas a fachada, e usava o nome do laranja para não chamar atenção.

A empresa cujo nome é R J B Costa, com o CNPJ de número 31.093.556/0001-01, que está mais do que caracterizada como empresa fantasma.

De acordo com extratos do Banco do Brasil, a referida empresa recebeu diversas transferências suspeitas ao final da gestão, como podemos observar na tabela a seguir:

Assim, o ex Prefeito, utiliza de seu cargo com o nítido propósito de sua locupletação pessoal.

Com base no que foi exposto, ao fazer uso das ferramentas disponíveis no site do TCE, é possível aferir a existência de 5 licitações cuja a referida empresa, R J B Costa, consta fornecendo serviços única e exclusivamente a Barra do Corda, no período de 2019 e 2020, totalizando R$ 4.056.584,77, como podemos observar nas tabelas e imagens em sequência.

Com base nas provas produzidas nesta Auditoria, a partir de informações obtidas no Portal da Transparência do Município de Barra do Corda, TCE/Maranhão, imputa-se neste relatório evidências a prática de graves atos de improbidade administrativa ao ex Prefeito Eric Costa em razão de fraudes ocorridas em procedimento licitatório, que ocasionaram vultosos danos ao patrimônio público.

Ficou evidenciado que o Ex Prefeito foi o responsável pelas irregularidades administrativas e os atos de improbidade, pois, à época, foi quem autorizou a licitação, a homologou, assinou a ata de registro de preços e ordenou o pagamento de despesas de forma irregular. foi o responsável por solicitar a contratação ora narrada, bem como atestar o recebimento do serviço e mercadorias em notas fiscais apresentadas pela sociedade contratada e que não refletiam a real necessidade da Administração.

A partir da manutenção deliberada de órgão público por ele gerido, sem nenhum controle sobre as estimativas adequadas e necessárias à Administração e sem a existência de fiscalização efetiva do contrato de sua pasta, permitiu, dolosamente, o desvio de verbas públicas a partir da entrega de material e serviços inferiores aqueles pactuados.

E se não bastasse, acontecera também superfaturamento

No decurso da auditoria identificou-se também fraudes e direcionamento no processo licitatório.

Foram analisados extratos de contas públicas, onde há evidências que os repasses do fundo de participação (FPM), FUNDEB e outras contas tiveram destino alheio ao interesse público.

Com vistas à contratação de empresa para aquisição de materiais elétricos para manutenção da iluminação pública do município de Barra do Corda foi publicado o Edital nº 030/2019, cuja data de abertura dos envelopes de proposta de preço e documentos de habilitação estava marcada inicialmente para o dia 14/05/2019, às 15h00min.

Entretanto no dia marcado para a sessão “não compareceram empresas interessadas no certame”. Com isso a pregoeira declarou a licitação deserta e, em ato contínuo, republicou o Edital com a data de abertura dos envelopes marcada para 31/05/2019. Fato este que já é o primeiro indício de direcionamento do certame.

Pois bem, a empresa vencedora do certame, a R J B COSTA, foi a única a aparecer na sessão marcada após a republicação do Edital.

E fica mais claro o direcionamento da contratação quando se verifica a data de emissão de alguns documentos que foram apresentados pela licitante no dia 31/05/2019.

Um exemplo desses documentos é o Alvará de Licença e Funcionamento que foi expedido no dia 30/05/2019, no dia anterior à data marcada a reabertura do certame.

Esse fato evidencia o acordo de direcionamento do certame feito entre o ex-gestor do município, o Sr. Erick Costa, e a empresa R J B COSTA. Ambos têm, inclusive, o mesmo sobrenome.

O Alvará de Licença e Funcionamento é um documento emitido anualmente que dá ao empresário a autorização para funcionamento de seu negócio.

O que aconteceu foi que o Alvará da licitante R J B COSTA não estava válido dia 14/05/2020 – data marcada para a primeira sessão – e por isso a licitação teve que ser declarada deserta para retardar o seu andamento e dar tempo aos infratores para que preparassem a documentação necessária, frustrando assim o caráter competitivo do certame e a sua própria legalidade e seriedade.

E não foi somente o Alvará, houve diversos outros documentos que contém data de emissão após o dia 14/05/2020, a saber:

Certidão Negativa Conjunta de Débitos Federais – emissão 21/05/2019;

Certidão Negativa de Débitos Estaduais – emissão 21/05/2019;

Certidão Negativa de Dívida Ativa Estadual – emissão 21/05/2019;

Certidão Negativa de Débitos Municipais – emissão 21/05/2019;

Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – emissão 21/05/2019;

Certidão Negativa de Falência, Recuperação Judicial ou Extrajudicial – emissão 30/05/2019, e;

Certidão Simplificada emitida pela JUCEMA – emissão 31/05/2019 (a menos de duas horas de antecedência do horário da sessão).

A Certidão Simplificada da JUCEMA é uma certidão que, em prazo normal, demora cerca de dois a três dias úteis para ser emitida, pois depende de um procedimento específico da própria Junta Comercial do Maranhão. A apresentada no certame pelo licitante tem emissão no dia da sessão, mostrando que tudo estava sendo “organizado”.

Da mesma forma ocorreu com a Certidão Negativa de Falência. Esta por sua vez é emitida exatamente após 2 dias de sua solicitação, via pagamento da Guia de Recolhimento da Taxa de emissão, e o documento apresentado pelo licitante foi emitido no dia 30/05/2019, no dia anterior à data da licitação. E mais, a pregoeira ao consultar a autenticidade do selo da Certidão, constatou que o selo não possuía a validade necessária. Ou seja, o documento possui fortes indícios de fraude.

A mensagem exibida no portal eletrônico para verificação da autenticidade do selo nº 710732 dizia o seguinte: “BARRA DO CORDA – 1ª VARA DE BARRA DO CORDA – Selo ainda não utilizado”.

Ainda assim, a pregoeira decidiu por declarar a licitante R J B COSTA habilitada e vencedor do certame, mesmo tendo conhecimento de que o selo não tinha autenticidade, e portanto, torando a Certidão inválida.

Esse são fortes indícios de que todo o processo está maculado pela parcialidade, ou seja, o princípio da eficiência, o princípio da seleção da proposta mais vantajosa, o princípio da legalidade, impessoalidade e moralidade foram feridos de morte no pregão presencial nº 030/2019.

Ademais, a empresa não possui atividade compatível com o objeto da licitação. O objeto do certame foi a contratação de empresa para aquisição de materiais elétricos[…], que compreendeu cabos, conectores, disjuntores, lâmpadas, luminárias, transformadores, dentre outros itens elétricos.

Segundo o Classificação Nacional de Atividade Econômicas – CNAE do IBGE, as empresas que atuam no comércio varejista de materiais elétricos devem ter no rol de suas atividades o código 4742-3/00 Comércio varejista de material elétrico.

A empresa não possui a atividade econômica citada anteriormente. A atividade econômica que a empresa possui e que a pregoeira justificou a habilitação – de forma errônea – é a 4744-0/99 Comércio varejista de materiais de construção em geral. Esta atividade econômica não inclui a venda de materiais elétricos e artigos de iluminação.

Para firmar este entendimento, e facilitar a leitura de quaisquer interessados no teor desta auditoria, foi utilizado notas explicativas sobre as divisões das atividades econômicas :4744-0/99 Comércio varejista de materiais de construção em geral. Esta subclasse compreende:- o comércio varejista de materiais e construção em geral, sem especialização.

Como visto, a atividade desenvolvida pela empresa R J B COSTA não guarda relação com o objeto da licitação, pois este é a contratação de empresa para aquisição de materiais elétricos[…] e não aquisição de materiais de construção.

A atividade econômica que permitiria a participação no certame é a de código 4742-3/00, que segundo a classificação nacional de atividades econômicas dispõe o seguinte:4742-3/00 Comércio varejista de material elétrico. Esta subclasse compreende:- o comércio varejista especializado de materiais elétricos tais como: fios, cabos, condutores elétricos, chaves elétricas, lâmpadas, interruptores, tomadas e similares. Esta subclasse não compreende::

[…]- o comércio varejista de artigos de iluminação – lustres, luminárias e abajures (4754-7/03).

E como já informado anteriormente, a empresa R J B COSTA, inscrita no CNPJ sob o nº 31.093.556/0001/01, não possuía, à época da licitação, atividade compatível com o objeto da licitação. Descumprindo assim o item 3 do Edital. O aludido item define condições para que empresas possam participar do certame.

Por sua vez, o item 3.2.3 definiu que a pregoeira poderia pesquisar junto ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão do Governo Federal, se o ramo de atividade o licitante se enquadra com o objeto da licitação. A pregoeira não procedeu à consulta e permitiu a participação da R J B COSTA, mesmo sem essa possuir atividade compatível com o objeto licitado.

Abaixo está cópia do documento apresentado pela empresa no dia da sessão, e que de forma fraudulenta, foi aceito.Foto Reprodução

A licitação pública é um mandamento constitucional, que segundo este, ressalvados os casos específicos da própria legislação, as obras, serviços, compras e alienações serão contratados mediante processo de licitação pública (art. 37, XXI, CF/88).

O mandamento constitucional visa garantir a observância do princípio constitucional da isonomia, e os princípios básicos da legalidade, impessoalidade, moralidade, igualdade, publicidade, probidade administrativa, vinculação ao instrumento convocatório, julgamento objetivo e dos que lhe são correlatos (art. 3º, Lei 8.666/93).

O processo de contratação de empresa para aquisição dos materiais elétricos para o município de Barra do Corda, está eivado de irregularidades que vão contra todos os princípios licitatórios, tornando o processo ilegal, devendo ser nulo e os responsáveis responsabilizados.

JUSTIÇA DE BARRA DO CORDA BLOQUEIA OS 60% DOS PRECATÓRIOS DO FUNDEF

Verificando os processos de interesse da categoria no sistema do TJ MA, percebemos que, além do SINPROESEMMA (sindicato que representa nossa categoria)  a CSPM – Confederação dos Servidores Públicos e Municipais também entrou com ação de bloqueio dos 60% requerendo a concessão de tutela de urgência para o fim de que seja bloqueado o montante de 60% (sessenta por cento) do valor bruto proveniente do precatório destinado ao Município de Barra do Corda. Em face disso, o Juiz de Direito Antônio Elias de Queiroga Filho DEFERIU a tutela de urgência e bloqueou o recurso: 

“Ante o exposto, DEFIRO O PEDIDO DE TUTELA DE URGÊNCIA para que o Município de Barra do Corda se abstenha de utilizar verba equivalente a 60% (sessenta por cento) do valor a ser repassado pela União proveniente da ação de execução nº 0160762-80.2017.4.01.9198”. 

“Importa lembrar que tramita neste Juízo ação movida pelo SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO BÁSICA DAS REDES PÚBLICAS ESTADUAL E MUNICIPAIS DO ESTADO DO MARANHÃO – SINPROESEMMA, autuada sob o nº 0808575- 63.2019.8.10.0027, a qual visa a garantia de tal direito”.   

“Nesse plano, por mais essa razão, mais sensato neste momento é determinar o bloqueio do percentual de 60%, independentemente desse montante, [ao final da decisão do mérito], ser ou não ser destinado e rateado entre os profissionais do magistério”. 

O SINPROESEMMA segue na luta pela defesa dos direitos dos Educadores, afinal, nosso lema sempre foi e sempre será: 

A LUTA QUE SE PERDE É AQUELA QUE SE ABANDONA!

SINPROESEMMA/BARRA DO CORDA

Filha do ex-governador Freitas Neto morre durante parto em Teresina

A odontóloga, conhecida como Kiki Freitas, morreu na Maternidade Santa Fé na manhã desta quarta (21).ANDRESSA MARTINSTERESINA – PIAUÍGERMANA CHAVESTERESINA – PIAUÍ21 de julho de 2021 | 11h38 – Atualizada 12h39


Faleceu na manhã desta quarta-feira (21) a odontóloga Maria Cristina Almendra Freitas, filha do ex-governador do Piauí, Freitas Neto. A odontóloga, conhecida como Kiki Freitas, morreu aos 36 anos após intercorrência em seu parto na Maternidade Santa Fé. Kiki estava grávida de 40 semanas e 4 dias.

De acordo com informações apuradas pelo GP1, a odontóloga teve um choque anafilático na hora que foi aplicada a anestesia. O bebê, cujo nome é o mesmo do ex-governador, Antônio, está sob cuidados médicos.

Maria Cristina Freitas (Kiki) é filha do ex-governador do Piauí, Antônio de Almendra Freitas Neto e Carlota Carvalho. Kiki Freitas casou com o empresário Felipe Gomes em 2019. O anúncio a gravidez de Antônio foi feito pelo casal no fim de 2020. O casal era bem ativo nas redes sociais e sempre publicava fotos e vídeos da espera por Antônio.Foto: Reprodução/InstagramKiki FreitasKiki Freitas

Kiki era graduada em Odontologia pela Facid (2006) e doutora na área de Dentística pela Faculdade de Odontologia de Bauru – USP. Era coordenadora dos cursos de Odontologia e Radiologia do Centro Universitário UniFacid.

Choque anafilático

O choque anafilático, também conhecido reação anafilática, é uma reação alérgica grave que surge poucos segundos ou minutos após se estar em contato com uma substância a que se tem alergia. Do GP1

Maranhão recebe mais 277 mil doses de vacinas

O Maranhão recebe nesta quinta-feira (22), mais de 277 mil vacinas contra a covid-19. O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde que distribuiu ao país mais de 4 milhões de doses.

No estado vão chegar 180.900 doses das AstraZeneca/Fiocruz, outras 60.600 da Coronavac/Butantan e 36.270 doses da Pfizer/Cominarty.

No Maranhão já foram aplicadas mais de 3 milhões de doses e 37,89% da população já tem a primeira dose e 12,25% já tem o ciclo completo. DiegoEmir

Dino libera cinemas, teatros e eventos com até 400 pessoas no MA

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), confirmou há pouco, em entrevista coletiva, a liberação para o funcionamento de cinemas e teatros no estado e ampliação da capacidade de público presente em eventos para até 400 pessoas, em ambientes abertos.

O socialista também anunciou a retomada das aulas na rede pública estadual, em sistema híbrido, a partir do dia 2 de agosto. Nesse sistema, parte dos alunos assiste às aulas presencialmente, enquanto outra parte, em remotamente.

Dino também liberou o funcionamento de igrejas e templos religiosos com 100% de sua capacidade e plena retomada dos trabalhos presenciais na administração pública estadual, exceto para gestantes.

Segundo ele, o avanço da vacinação possibilitou maior flexibilização de medidas. “A vacina nos possibilitou a retomada gradativa de determinadas atividades”, afirmou. Do GilbertoLéda

COVID-19: Tuntum disponibiliza hoje (20) a segunda dose para pessoas a partir dos 50 anos de idade

A já está disponível na rede pública de atendimento em saúde do município de Tuntum, a segunda dose da vacina contra a infecção da covid-19. Três Unidades Básicas de Saúde (UBS) da sede estão disponibilizando o imunizante da AstraZeneca: UBS Raimunda Basílio (centro), Centro Ambulatorial Frei Dionízio Guerra (rua São Raimundo) e UBS José Andrade, na Vila Luisão.

Os três centros de atendimento estão recebendo na manhã de hoje o público esperado, causando até fila e um pouco de aglomeração em razão do bom comparecimento. A expectativa é que todas as doses fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde sejam logo aplicadas nesses próximos dias, acontecendo o possível cumprimento da meta.

Daniella Tema participa da entrega de viaturas a municípios maranhenses

Assecom/Dep. Daniella Tema

Nesta segunda-feira (19), a deputada estadual Daniella Tema (DEM) participou da entrega de 112 viaturas a municípios maranhenses. A solenidade aconteceu em São Luís, na Praça Maria Aragão, e foi conduzida pelo Governo do Estado.

As novas viaturas fazem parte da estratégia da Secretaria de Estado Da Segurança Pública (SSP-MA) com vistas à diminuição da criminalidade no interior do Maranhão.

“Essas novas viaturas representam um investimento importante na segurança pública. Dessa forma, a gente tem maior presença da polícia nas cidades, reduzindo as práticas criminosas e garantindo mais segurança para a população. Como resultado do nosso trabalho, viabilizamos as viaturas das cidades de Presidente Dutra e São João dos Patos, e entregamos as chaves para os prefeitos Raimundinho da Audiolar e Dr. Alexandre. Fico feliz por estas parcerias renderem resultados positivos para nossa gente”, destacou Daniella Tema.

As viaturas entregues são equipadas com tecnologia adequada para o trabalho de monitoramento, comunicação e demais serviços operacionais realizados pelas polícias. Além disso, contam com potência e tração nas quatro rodas, permitindo acesso a diversos tipos de áreas, e, ainda, na condução de suspeitos.

Ao final da solenidade, a parlamentar fez questão de reconhecer a atuação do Governo do Estado no fortalecimento da segurança do estado. “O governador Flávio Dino vem trabalhando de forma muito intensa e planejada para melhorar a segurança da população maranhense. Isso, com certeza, melhora a qualidade dos serviços da polícia, traz rápida resposta à população e, acima de tudo, reprime a criminalidade”, pontuou.

Colisão entre motocicletas deixa uma pessoa morta e três gravemente feridas em Tuntum

Wesley Oliveira

Acidente envolvendo duas motocicletas na BR 226, próximo ao povoado Arara, zona rural de Tuntum, tirou a vida de um adolescente e deixou mais três jovens gravemente feridos. A tragédia aconteceu por volta das 3 horas da tarde desse domingo (18).

Conforme relatos de presentes, colhidos pela guarnição da Polícia Militar, a moto CB 300cc, cor vermelha, placa NNI-0536, de Dom Pedro-MA, possivelmente conduzida por Márcio (Marcinho), tendo como garupa o jovem Yaksson, colidiu lateralmente com a moto FAN CG 125, cor preta, placa KZG-2434, do Rio de Janeiro-RJ, que conduzia os irmãos Wemerson Oliveira e Wesley Oliveira, ambos residentes no próprio povoado Arara.

Ainda conforme os detalhes fornecidos pela guarnição local, os dois veículos transitavam no mesmo sentido, ou seja, povoado Arara com direção a cidade de Presidente Dutra. A fatalidade aconteceu depois que o condutor da moto FAN tentou fazer a conversão (mudar de mão), não supostamente percebendo que a moto CB 300 vinha em alta velocidade, ocorrendo, inevitavelmente, a colisão.

Após o incidente os socorristas do Samu estiveram presentes e transferiram as vítimas para o hospital Macro Regional de Presidente Dutra (Socorrão). O adolescente Wesley, 14 anos, em razão da gravidade dos ferimentos, não resistiu e foi a óbito. Os outros três se encontram internados naquela casa de saúde e o estado clínico de todos inspira muito cuidado, principalmente, Marcinho e Wemerson.

Morador de Presidente Dutra é assassinado no interior de Tuntum

Um homem identificado como Alex, morador do bairro Angelim, em Presidente Dutra, foi assassinado na noite deste sábado (17), por volta das 20h30, nas proximidades do clube do Der, no povoado Mato Verde, zona rural do município de Tuntum, distante da sede cerca de 60 quilômetros.

Conforme informações repassadas à polícia, que após o incidente esteve presente no local, não há tantos detalhes sobre o episódio e nem a motivação que ocasionou o delito, muito menos a verdadeira identidade do ator do homicídio. De acordo com fatos colhidos pela guarnição, Alex havia deixado o interior do clube e se dirigido para fora onde iria comprar um espetinho, quando momentaneamente foi surpreendido por seu algoz que lhe aplicou vários golpes de arma branca (faca).

Em razão dos ferimentos que atingiram a região abdominal, a vítima foi a óbito minutos depois, não dando tempo nem pra ser prestado socorro. O suspeito, até agora não identificado pelas autoridades policiais e nem pela comunidade, saiu caminhando tranquilamente após assassinar impiedosamente Alex. Os familiares da vítima souberam do ocorrido e foram até a povoação fazer a remoção do corpo, que logo foi transladado para a cidade de Presidente Dutra. As investigações para elucidar o crime e prender o autor ficará sob a responsabilidade da Polícia Judiciária.

Torre de transmissão cai no Pará: veja quem são as vítimas

Corpo de Bombeiros no local da queda da torre, sudoeste do Pará — Foto: Ascom/Corpo de Bombeiros

A identidade das sete vítimas que morreram na queda de torre de transmissão de energia no Pará foi confirmada neste sábado (17). O acidente ocorreu na sexta-feira (16), no local da construção da torre, a comunidade Bom Jardim, entre os municípios de Anapu e Pacajá, sudoeste do estado. No total, 13 pessoas ficaram feridas; sete delas receberam alta. Cinco foram transferidas em estado grave para o Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira; uma delas morreu a caminho.

As vítimas que morrem no acidente são:

  • Luís Carlos Pereira,
  • Oziel da Silva Passos (SE), 27 anos
  • Expedito Bezerra dos Santos Filho (SE), 23 anos
  • Romário Santos,
  • Fagne Martins da Silva,
  • José Neponuceno Guimarães (morreu no Hospital de Pacajá)
  • Alex da Natividade Rodrigues (morreu a caminho do Hospital Regional da Transamazônica)
Vítimas da queda de torre de transmissão forma levadas ao Hospital Regional em Altamira, no Pará — Foto: Darlan Fredson / TV Liberal
Vítimas da queda de torre de transmissão forma levadas ao Hospital Regional em Altamira, no Pará — Foto: Darlan Fredson / TV Liberal

As autoridades em Pacajá informam que a estrutura estava sendo construída por uma empresa particular, que faz parte de um projeto para levar energia elétrica da usina hidrelétrica de Belo Monte para o estado do Amapá. Um vídeo mostra o local do acidente (veja vídeo abaixo).

Segundo o Corpo de Bombeiros, as obras na torre ainda não estavam finalizadas e nem havia energia na estrutura no momento da tragédia, não ocasionando interrupção no fornecimento de energia da região. Segundo os relatos, ao menos 26 pessoas estavam na torre no momento da queda.

G1 ainda tentava contato com a empresa responsável pela obra, a SBEISK, pertencente ao grupo ICSK, mas não havia obtido resposta até a última atualização da reportagem.

Já a assessoria da Norte Energia, responsável por Belo Monte, disse por telefone que a empresa não é terceirizada da concessionária.

Em uma rede social, o governador Helder Barbalho (MDB) lamentou o acidente e disse que o governo “está dando toda assistência ao município de Pacajá, que fica próximo ao local do acidente”, acionando o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. As vítimas, segundo o governador, estão sendo encaminhados para o Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira. Do G1