Piso salarial do professor com jornada de 40 horas no Maranhão é R$ 3 mil a mais que o nacional

O piso salarial dos professores na rede estadual do Maranhão continua bem acima do piso nacional. A comparação não deixa dúvidas: R$ 6.867,68 no Maranhão; e R$ 3.845,63 no Brasil.

Esses valores já incluem o reajuste de 33,24% anunciado pelo governo federal no mês passado para o piso nacional.

Ou seja, o Maranhão paga R$ 3 mil a mais do que o mínimo exigido pela lei para aqueles que fazem jornada de 40 horas.

Para a jornada de 20 horas, a diferença também é grande. No Maranhão, o piso é de R$ 3.433,84; o piso nacional é de R$ 1.922,81.

Pela lei, os Estados e municípios que pagam menos que o piso nacional vão ter que reajustar os valores até chegar à quantia definida pelo governo federal. Já os Estados que pagam acima do piso nacional, incluindo o reajuste, não têm a obrigação legal de reajustar.

Mesmo assim, o Governo do Maranhão, no fim do ano passado, aumentou em 8% o salário dos professores da rede estadual. E também ofereceu ao sindicato o reconhecimento de outros direitos à categoria, além de manter diálogo constante e mesa aberta de negociação permanente.

Essas são algumas das ações pelas quais a gestão estadual reconhece a importância e o papel fundamental dos professores.

“Temos mantido constantemente diálogo com o sindicato da categoria e temos sido muito transparentes com as informações. O reajuste do piso nacional é um direito conquistado com muita luta pelos educadores, que afirma que nenhum professor no país deve ganhar abaixo do estabelecido pela lei. E orgulhosamente, aqui no Maranhão, os nossos professores efetivos ganham muito além do piso nacional. Ainda em dezembro o governador anunciou reajuste de 8% para toda categoria que já estará implementado nos salários a partir do mês de março”, pontuou o secretário Felipe Camarão.

Diálogo

Nesta semana, houve nova rodada de diálogo entre Governo do Estado e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Maranhão (Sinproesemma).

“Em uma demonstração de respeito e transparência com os nossos professores, trouxemos todos os adjuntos da Secretaria da Educação para dialogar de forma transparente e responsável com a diretoria do Sinproesemma, entidade representativa de todos os professores da rede pública do Maranhão, e apresentar seis pontos de atendimento à pauta permanente da categoria, para que o sindicato avalie através de suas instâncias competentes, e assim, possamos continuar evoluindo em nossas negociações”, pontuou o secretário Felipe Camarão.

Na reunião, o secretário e auxiliares fizeram esclarecimentos a respeito do índice de 33,24% sobre o piso dos professores, reafirmou o pagamento do reajuste dos 8%, anunciado anteriormente pelo governo, e explanou os números a respeito da arrecadação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e o investimento no aporte que o Tesouro Estadual precisa fazer para complementar o pagamento do salário dos professores do Estado. (Informações do site do Governo do MA)

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
guest
1 Comentário
Antigos
Novos Mais Votados
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Mazé
Mazé
9 meses atrás

O governador está mentindo! O vencimento de 40 hs é 3600. O restante, são vantagens que o professor conquista através de pós graduação, mestrado, tempo de serviço, etc.