CÂMARA: Vereador Alan diz que Prefeitura já está cobrando IPTU; Valcenor debocha dos que querem a abertura do Portal da Transparência

A Câmara de Vereadores de Tuntum em mais uma sessão ordinária debateu projetos e assuntos de interesse do município, dando ênfase também as questões administrativas da gestão. O líder do bloco de oposição, vereador Alan Brito Noleto (PSB) relatou que a gestão do prefeito Fernando Pessoa (PDT) passou a cobrar o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), modalidade de tributo nunca executada antes em desfavor do contribuinte, o que irá acarretar em mais despesas para o trabalhador.

Alan, da tribuna, disse que descobriu a nova contribuição a ser paga pelos munícipes quando foi procurado por uma pessoa pedindo explicações sobre o imposto e seu pagamento, daí viu que se tratava de uma cobrança de IPTU feita pela Prefeitura. O vereador não só achou estranho como não entendeu a cobrança repentina e de forma quase que oculta, sem que a própria população saiba da suposta cobrança, que mesmo de forma lenta chegará a todas as residências.

A cobrança do tributo não é arbitrária, é legal, mas comumente ela é feita em centros maiores e mais desenvolvidos, onde as populações tem maior poder aquisitivo e não impacta na renda dos mais pobres. O vereador Josinaldo Bílio (PSB), Líder do Governo, havia até duvidado da cobrança, mas quando mostrada por Alan Noleto, passou a acreditar. Segundo Bílio, além da legalidade do IPTU, o Código Tributário de Tuntum, aprovado pela Casa, permite e regula o recolhimento do tributo, resta saber se a população vai se acostumar e aceitar, já que no passado ele nunca foi cobrado.

VEREADOR VALCENOR PARECE DEBOCHAR DOS QUE QUEREM A ABERTURA DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

O vereador Valcenor (PSC), aquele que criticava até outro dia a gestão por manter o Portal da Transparência parcialmente fechado, parece que já mudou de pensamento sobre a sua completa abertura. Talvez de maneira impensada, Valcenor disse o seguinte na manhã de hoje na Câmara: “O Portal da Transparência é para quem não recebe dinheiro”. Ele deixou subtendido que quem recebe algum vencimento da Prefeitura não quer saber da abertura do portal, já que seus nomes poderiam ser expostos, principalmente se houvese alguma irregularidade, mas somente aqueles que não recebem dinheiro da Prefeitura ou não trabalham, supostamente como se essas pessoas não pudessem reivindicar seus direitos como cidadãos ou tivesse pouca significância.

Vereador José Solisvan

Posteriormente, Valcenor ainda quis retirar o que disse ou dá outra interpretação para sua fala, mas foi tarde demais, porque imediatamente o vereador José Solisvan (PSB) criticou com veemência a pobreza de pensamento do vereador governista. De cara, Solisvan disse diretamente a Valcenor que foi eleito para ajudar o povo e não para se beneficiar da política. “Não fui eleito para me beneficiar da política, trabalho todo dia. Fui eleito para beneficiar o povo”. Diante da resposta, com os olhos voltados para Valcenor, Solisvan deixou claro que o povo é que deve ter prioridade e que a abertura do portal é uma necessidade.

Ele ainda acrescentou que o prefeito está trabalhando, mas que o portal precisa ser aberto para que a população saiba dos gastos. “Cadê a transparência, cadê a folha de pagamento. O prefeito está trabalhando, está pintando algumas obras, mas cadê a abertura do Portal da Transparência para mostrar os gastos”, finalizou.

PROJETO DE LEI DE RENAN BÍLIO CONTINUA ‘ENGAVETADO’ PELO VEREADOR VALCENOR

O vereador Renan Bílio (PSB) cobrou hoje que seu Projeto de Lei que disciplina a colocação de placas informativas em obras do município seja colocado para ser votado. Renan mostrou-se indignado com a atitude da Casa que supostamente estaria protelando ou evitando de colcar o projeto na pauta de votação.

Na tribuna, vereador Renan Bílio

O líder do Governo, Josinaldo Bílio explicou que a Mesa Diretora não está criando empecilho para evitar sua votação, mas o problema estaria em pedido de vista feito pelo vereador Valcenor há cerca de 15 dias. O projeto iria ser votado, mas de forma inusitado e quase que incomum foi feito o pedido de vista do vereador, atrasando até agora a votação. Não se sabe se o pedido foi feito de forma proposital para evitar a votação e sua possível aprovação, já que o projeto tem aceitação até dentro do bloco do próprio governo, tendo grandes chances de ser aprovado.

Da direita para a esquerda: vereador Joaceles Araújo (Jota), Sérgio do Nanxin, Geová Soares, Josinaldo Bílio e Valcenor de Carvalho

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
guest
1 Comentário
Antigos
Novos Mais Votados
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Orimarsilva@ hotmail.com
Orimarsilva@ hotmail.com
1 mês atrás

Vê quanto estão roubando até rachadinha é fantasma tem e eu sei é verdada