Depois de polêmica do prefeito Fernando Pessoa, diretoria do Socorrão emite nota de esclarecimento

O prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa parece que se precipitou depois do estardalhaço midiático que fez ontem (15) à noite no Hospital Macro Regional de Presidente Dutra para internar em regime de urgência uma criança que estaria com covid-19, fato desmentido posteriormente através de exames realizados, comprovando que a criança estava acometida por pneumonia, não por covid-19, não havendo necessidade do atendimento de urgência. Veja a nota da direção do Socorrão.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Hospital Regional de Urgência e Emergência de Presidente Dutra, vem esclarecer sobre o episódio noticiado por alguns meios de comunicação na noite de ontem 14/03/2021, em que o Hospital estaria se recusando a atender um paciente, criança, de 08 anos de idade, da unidade origem – Hospital Municipal de Tuntum.
1- Confiamos na qualificação técnica, no compromisso e responsabilidade dos nossos profissionais das equipes médicas plantonistas;
2- Verificamos que a situação “noticiada” não corrobora com a realidade dos fatos, pois, a transferência da unidade de origem, Hospital de Tuntum, foi realizada como situação de “emergência”, sem a prévia regulação para o Socorrão, onde afirmavam ser, um quadro grave de Covid-19, com severo desconforto respiratório, com necessidade de UTI pediátrica. Se assim fosse, essa unidade hospitalar não dispõe de leito de UTI – pediátrico COVID.
3- Diante da situação, a criança foi admitida pela equipe plantonista e feita a primeira avalição MÉDICA e posterior os exames complementares, dentre esses, TC de tórax, verificou-se que a referida criança está acometida de PNEUMONIA, segue em tratamento, estável, em clínica médica, acompanhada de sua mãe.
4- Portanto, de acordo com os relatórios médicos, não se tratava de um quadro grave de COVID-19, nem tão pouco que necessitasse de atendimento de EMERGÊNCIA ou MAIOR COMPLEXIDADE.
Por fim, reiteramos o nosso compromisso de atender os pacientes como porta aberta na urgência e emergência, e, regulados, dos 16 municípios da Região de Saúde de Presidente Dutra e outras Regiões do Maranhão.

Esse Hospital Regional Estadual, segue firme no propósito de salvar vidas, seguindo os parâmetros e fluxos de atendimentos estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde /SES e pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH, sobretudo, no enfrentamento da pandemia da COVID-19 a serviço do SUS e da vida!!

Enfª . Kellma Vale Silva
Diretora Geral HRUEPD

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
guest
4 Comentários
Antigos
Novos Mais Votados
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Samíria Tavares
Samíria Tavares
8 meses atrás

Fernando Pessoa demorou bastante para agir na área da saúde estadual! Será que consegue agora com quase 4 meses de atraso? e logo com o Socorrão?
Verdade seja dita, Raimundinho Audiolar já está marcando terreno na saúde estadual, vide Policlínica e companhia. Agora vamos ver se Fernando Pessoa tem mesmo cacique ou tá só si achando.
Olha ai Lobão, nesse vídeo, pelo que entendi, ele explicitou que vai falar com o governador e secretário para tentar uma troca de gestão do Socorrão, pra mim, foi o que entendi.
O Socorrão é vital para as nanopolíticas da região, repleto de vereadores, pretendentes, e enganchados, que levam suas demandas para atendimento por lá. e mesmo a demanda de apoio na hora de atendimento para algo mais complexo como cirurgia, uti.
Verdade, a direção do socorrão seria mesmo uma Coroa de ouro para Fernando Pessoa,
uma espece de xeque-mate.
Mas ai que tá, Socorrão é de Daniela, e por consequência de Tema. Temos ai uma Deputada que bem ou mal conseguiu fazer boas ligações políticas interestaduais, e um Tufão da Política maranhense, com quase 30 anos de hegemonia. Eu quero é ver se o Governador vai fazer um negócio desses, tirar das mãos de Tema e Tema e passar a Coroa da Saúde para o Fernando Pessoa…. Será?

Samíria Tavares
Samíria Tavares
8 meses atrás

Tem um tempinho atrás, fui visitar uma tia doente, lá no Socorrão. Lá, vi um cartaz dizendo que o Socorrão atende cerca de 4 mil pessoas por mês. Fazendo as contas aqui, são 48 mil pessoas por ano. É gente demais Lobão! Esse tanto de gente elege um deputado fácil-fácil.
Não é atoa que tem briga de foice pela direção. Sou fonoaudióloga, e em uma de minhas conversas de fofoca, nas altas rodas de babados, ouvi que já tentaram pegar a direção do Socorrão várias e várias vezes desde a saída da Daniela, mas até agora nada de cacique pra bancar!
Até porque o Tema e a Daniela não abrem mão. Ainda estou meio assim sem acreditar nesse pity do Fernando Pessoa lá na porta do Socorrão. Ele levou a gangue toda, vice e presidente da câmera, e chamou mídia e tudo mais.
Lobão do céu, será que o homem já tem esquema, e tá só preparando o terreno???? agora que parei pra pensar, faz sentido…….

Elton Silva
Elton Silva
8 meses atrás

O controle sobre unidades estaduais é a prova que o prefeito ou o político tem apoio oficial do governo do estado. No caso de nossa região… O Controle do Socorrao é dado para o político mais influente.
Tema não conseguiu eleger seu sucessor.. mesmo assim manteve o controle do Socorrao… prova de qual lado o Governo está de verdade..
O Fernando Pessoa teve que fazer um mi-mi-mi todo para ser ouvido..
prova que ele têm quase nenhuma influência na saúde estadual….

Tema tem Direção Geral.. Daniela tem Direção Administrativa no Socorrao..
os dois principais cargos do estado na nossa região…..
Fernando Pessoa tem o que pra mostrar?…

Marcos Feitosa Pacheco
Marcos Feitosa Pacheco
8 meses atrás

Socorrão vai ser nosso!!! O Fernando já está em negociação com Márcio Jerry e Carlos Lula para mudança na direção. Vamos melhorar o atendimento da nossa população e da nossa região. Vamos ter um novo diretor com capacidade para atender a população com respeito dignidade e também com grande profissionalismo e competência técnica. Não teremos mais 2 diretores políticos. Apenas 1 Diretor Administrativo e o Diretor Clínico.
Tuntum e região serão beneficiados com essa e com outras mudanças.