ANÁLISE: O primeiro mês de gestão do prefeito Fernando Pessoa

Já se passaram 30 dias que o jovem prefeito Fernando Teles Pessoa assumiu o comando do município, o blog se atenta agora para fazer uma rápida análise desse período administrativo, por mais que ainda seja muito cedo pra se fazer uma abordagem mais acurada, mesmo assim, faremos com uma boa dose de cautela.

É de costume todo gestor ao assumir uma determinada gestão, principalmente quando seu antecessor era adversário, fazer ações de estratégia para tentar impactar de início e ganhar a admiração da população. Essa atitude, com ações medianas, vem sendo tomada por FP nas três áreas prioritárias: saúde, educação e infraestrutura.

De início, a população assistiu uma operação tapa buraco, contemplando grande parte da cidade, assim como um mutirão de limpeza que vem se intensificando até agora com a ajuda de um grande elenco de garis. Alguns locais de acesso ao público, como Piscinão, estádio Rafael Seabra e canteiros de ruas, receberam o toque da gestão, mesmo somente com pintura ou retoques na estrutura física, dando assim uma boa impressão, o chamado choque visual.

Na área de saúde ainda não fez muito, de concreto somente a organização da estrutura de atendimento, mudança de local da Unidade Básica de Saúde Raimunda Basílio, hoje na avenida Dr. Joacy Pinheiro, e uma limpeza e pintura do Centro Ambulatorial Frei Dionizío Guerra.

Na educação, Pessoa agiu com maturidade ao pagar o mês de dezembro dos efetivos, dando assim uma boa conotação, repercutindo muito bem dentro da classe. Por outro lado, deixou de chamar e empossar os aprovados no último concurso público, não cumprindo com o que havia prometido, causando uma impressão negativa.

Pode-se cobrar mais que isso? Acredito que não, pois o número de ações executadas estão dentro da margem e até do esperado, logo porque o volume de recursos ainda não foram suficientes para tanta cobrança.

Alguns veículos ligados ao staff do prefeito alardearam esses primeiros 30 dias como fenomenal, algo mais que espetacular. Não vejo para tanto, analiso como bom, dentro da expectativa, isso falando do contexto de obras.

Deveremos fazer uma análise mais aprofundada, inclusive mais genérica, com um ano de sua atuação, momento em que poderemos confrontar os prós e os contras.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
guest
1 Comentário
Antigos
Novos Mais Votados
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Rubeval da Silva Araújo
Rubeval da Silva Araújo
1 ano atrás

Esses blogs são tudos amodores… Politicagem e mais politicagem da submissão.