Prefeito Fernando Pessoa promete ‘suspender o concurso’ de Tuntum
Prefeito Fernando Pessoa

O prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa, inicialmente, afirmou na manhã dessa segunda-feira (04), para alguns aprovados, que irá revogar (tornar sem efeito) o concurso de Tuntum por causa de supostos vícios e erros já encontrados entre os empossados pela gestão passada. As informações obtidas foram gravadas por uma das aprovadas no último certame municipal, que diante de suas respostas ficou indignada.

Em um áudio, já compartilhado entre centenas de pessoas, o prefeito tuntunense afirma que vai mesmo revogar: “Olha a gente vai revogar o concurso hoje, vou está informando às 4 horas da tarde na Secretaria de Saúde, porque da forma que foi feito não tem como fazer. O Tema chamou 256 concursados, aprovados que têm direito de ser chamados, que a gente vai chamar, mas também chamou 436 excedentes, que têm pessoas que passaram para agente administrativo, ele botou como motorista sem carteira, pessoas do concurso de voces que passou para auxiliar adminsitrativo, ele botou como professor, entendeu. Tipo assim, ele entregou várias portarias erradas” afirmou.

Empossados reivindicam suas lotações em frente ao prédio da Secretaria de Saúde

Ainda no mesmo áudio, ele já fala em suspender por um período de três meses, não mais revogar como havia dito anteriormente na primeira fala. ” A gente vai suspender o concurso por três meses, a convocação por três meses. A nossa equipe jurídica irá fazer um levantamento nesse concucurso, irá auditar pra saber se os que passaram está correto”, disse.

Ele ainda falou que o decreto de suspensão já está assinado, e que o novo prazo ele é que vai dar, e que por enquanto será feito uma auditória. Ainda conforme sua explicações, passados os três meses, caso haja necessdade, ele poderá suspender por mais três. A boa notícia dada, captada pelo áudio, é que Fernando Pessoa irá prorrogar por mais dois anos o concurso para dar garantia aos axcedentes. O prefeito disse que estará às 16 horas no prédio da Secretaria de Saúde para dar todas informações.

REIVINDICAÇÃO

Agora pela manhã um bom número de empossados compareceram aos locais em que foram lotados, mas para a surpresa de todos já havia funcionários contratados em seus respectivos lugares. Parte deles se reuniram em frente ao prédio da Secretaria de Saúde, tendo em mão o termo de posse e lotação, onde reivindicavam suas lotações. Outro grupo de aprovados foram até a Delegacia de Polícia registrar um susposto Boletim de Ocorrência para posteriormente pleitear uma ação na justiça.

JÁ É MOMENTO PRA TANTA ‘CONFUSÃO’?

Não, ainda não é chegado o momento. Claro que todos estão ansiosos para assumirem seus postos de trabalho e posteriormente serem efetivados como funcionários do município. E todos que foram aprovados, sem nenhuma desculpa, devem, com certeza, serem lotados nas suas devidas áreas. Isso não se pode negar, nem o próprio prefeito. Agora, já percorrido todo esse estágio, é preciso que haja mais cautela por parte de todos, se ele alega que há irregularidades e a lei lhe confere o direito de fazer a suspensão até que se apure as supostas irregularidades, seria bom aguardar, e até dá um devido crédito ao gestor nesse momento inicial de sua gestão.

Agora, passado todo esse período de carência e nada tenha sido regularizado e a gestão não tenha tomado a atitude de convocar os já empossados para serem lotados, acredito que seria o momento ideal para reagir e tomar alguma medida plausivel que force a lotação de todos.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email